Cansaço: palavra polissêmica

Físico. Emocional. Existencial. Falta de nutrientes. Distúrbio hormonal. Consequência de uma doença. Sente que a vida está passando e não tem feito nada. Desânimo difuso. Frustração. Desesperança. Choro fácil. Todo dia é a mesma coisa. Onde ficaram os sonhos? Uma correria para lá e para cá. Estresse. Sobrecarga. Estafa. É muita coisa para fazer. Choro não previsto. Parece que tudo resolveu acontecer hoje. Mulher maravilha. Muita coisa para conciliar sozinha. Falta apoio. Um chama daqui, outro chama de lá. Demandas. Ninguém ajuda. Falta apoio. Desorganização. Controle. Cansei: desistência temporária para lutar. Não aguento mais: sem forças. Quando enfim consegue sentar, alguém chama, vontade de sumir. Explosão emocional: pode haver brigas ou xingos. Brigar cansa, falar cansa, não falar cansa. Não deixa de dar atenção. Faz suposições e se magoa. Enfim consegue o tão desejado sossego para não fazer nadinha! Não sente conforto na calma, parece estranho. Logo, inventa coisas para se cansar. Inquietação. Quando pode dormir, a cabeça não para. É muita coisa na cabeça. Ansiedade. Dormiu um sono cansado. Acordou: se sente só. Ninguém vem visitar, poxa! Mas que inconvenientes são as pessoas que aparecem sem avisar e chegam para conversar bem na hora dos afazeres. Com tanta coisa para fazer, não pode nem dar muita atenção. Com tanta profusão de vivências, nem querendo, pode dar atenção. Não faz por mal. Acordou o cansaço: lento ou agitado. Toma café ou não toma nada. Não pode nem reclamar, pois reclamar é feio, dizem. Cansaço: palavra polissêmica para o dicionário de uma psicoterapeuta. A linha é tênue: pode ser normal, pode ser sinal de adoecimento, precisa cuidar. As vezes é modo de ser, outras vezes é forma de se manter sempre ativo, dizem que é sucesso. Não faz por mal. Enfim…os sentidos são muitos, qual significado tem na sua vida? Para o cansaço, há respostas, que sempre sairão das próprias bocas cansadas. Para descobrir: a necessidade de conversar com a dor. Para responder: a necessidade de ir respondendo, mesmo que aos poucos. Escute seu cansaço! Converse! Não faz por mal.

Texto: Ana Terra Araújo
#converse

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: